• Leonardo Andrade

Varizes e Gestação


Varizes

O aparecimento de varizes é uma preocupação comum. Durante a gravidez, o corpo da mãe produz sangue a mais para sustentar dois organismos, o dela e o do bebê. Esse peso extra pressiona os vasos sanguíneos – principalmente os da perna, que precisam trabalhar contra a gravidade para levar todo o sangue de volta para o coração. Acrescente isso à pressão que o útero em crescimento coloca sobre os vasos pélvicos e ao aumento nos níveis de progesterona, que provocam um relaxamento na parede dos vasos, e você tem a receita perfeita para varizes por volta do fim do segundo trimestre.

Em outras palavras, a gravidez e todas as mudanças que ela provoca no corpo feminino, inclusive o ganho de peso, podem ser considerados gatilhos para o aparecimento de vasos, inclusive em pacientes que não sofriam com o problema antes.

Mas como prevenir o aparecimento das varizes nesse período tão especial?

O ideal é evitar o ganho excessivo de peso ( porque o ganho é inevitável) , manter atividade física desde que liberada pela obstetra, ingerir bastante líquido e, se possível, usar meias elásticas. Cigarro nem vou comentar, né?

A sobrecarga das veias na gestação pode deixar as pernas inchadas, cansadas além de surgirem vasinhos indesejáveis. A boa notícia é que após o nascimento do bebê, com o fim dos fatores já citados, esses sintomas tendem a desaparecer, assim como grande parte dos vasinhos!

Quando devo me preocupar?

É normal que os sintomas se agravem no fim da gestação pelo aumento do bebê, mas se apresentar dor na perna súbita, um cordão vermelho e dolorido ( especialmente no trajeto de uma variz) ou se alguma variz sangrar, é preciso procurar atendimento médico, de preferência um angiologista ou cirurgião vascular.


0 visualização
  • Twitter Escleroterapia
  • Instagram Cirurgia Vascular
  • Facebook Varizes a Laser

Av. Sete de Setembro, 4615 14º andar - Curitiba, PR 

(41) 3532-6710