Fístula Arteriovenosa

O que é uma fístula?

A fístula é uma cirurgia realizada para fortalecer as veias para que suportem a pressão da hemodiálise.

 

As nossas veias têm fluxo baixo de sangue por minuto e com isso o paciente precisaria ficar muitas horas todos os dias preso à máquina de hemodiálise.

Quando unimos a veia a uma artéria (circulação com grande pressão de sangue vinda do coração) ajudamos a veia a crescer, fortalecer e com isso tornar as sessões de hemodiálise mais curtas e eficientes.

 

As fistulas são realizadas de preferência nos braços, mas em alguns casos podem também ser realizadas nas coxas.

Para que serve a fístula?

Fístula Arterivonesa

A fistula é o meio de realizar hemodiálise menos traumático, com melhores resultados a longo prazo e com menores taxas de complicações e infecção principalmente.

Preciso de uma fístula, como proceder?

O primeiro passo para se realizar uma fistula é a avaliação das veias dos braços.

Damos preferência para o braço chamado não dominante, ou seja, o braço que se usa menos no dia a dia.

 

A avaliação da veia é feita quanto ao tamanho e qualidade da mesma. Uma veia muito fina ou com flebite (inflamação) prévia, não serve para a fistula.

 

Também uma veia muito profunda pode dificultar o uso da fistula

 

Para uma avaliação completa é feito um exame chamado ecodoppler.

 

O ecodoppler é um exame sem dor e sem contraste, que vê todos os detalhes das veias e também das artérias.

Com ele o cirurgião consegue planejar o que fará de cirurgia para fístula.

 

Isso porquê além de uma boa veia, para o sucesso da fistula também é necessária uma boa artéria.

Como é feita a fístula?

A cirurgia da fístula pode ser simples ou complexa:

 

Fístula simples

Um pequeno corte é feito no punho ou 2cm abaixo do cotovelo com anestesia local. Ali fazemos uma ligação, uma pequena costura entre a veia e a artéria, dessa forma o fluxo arterial, forte e pulsátil, vai fortalecer a veia.

Após essa cirurgia o paciente vai para casa no mesmo dia.

 

O Resultado não é imediato, após a cirurgia é necessário esperar 30-40 dias para o amadurecimento da fístula.

 

Fístula complexa

 

Em alguns casos, as veias superficiais não são adequadas e por isso precisamos puxar uma veia mais profunda ou usar uma prótese ( uma veia artificial) Para isso é necessário um corte maior e maiores cuidados com infecção após a cirurgia.

Geralmente o paciente fica em observação e controle da dor por uma noite internado.

A fistula complexa, quando é utilizada uma prótese também apresenta maior chance de trombose e infecção.

 

Por esses motivos as fistulas simples são sempre a primeira escolha

fav.jpeg

Quanto tempo dura a fístula?

Depende do cuidado e do modo de uso da fístula.

Alguns pacientes podem utilizar a mesma fístula por mais de uma década, mas para isso é necessário o cuidado com a mesma e também exames frequentes.

Quais cuidados devo ter após a cirurgia de fístula?

A fístula é como um bebê recém nascido e precisa cuidados muito especiais:

  • Nos primeiros dias deve-se cuidar para não apertar o curativo e não molhar.

  • Os pontos são retirados em 10-14 dias, sem pressa.

  • Geralmente um analgésico simples como um paracetamol é suficiente para controle da dor.

  • Nos primeiros 30-40 dias após a cirurgia não deve-se forçar o braço operado, não pegar peso e não dobrar ou deitar sobre esse braço.

  • Alguns exercícios como apertar uma bolinha ou erguer um peso de 0,5kg pode também ajudar na maturação da fístula.

  • O cirurgião vascular ou nefrologista avaliam a fístula para autorizar a punção da mesma no momento certo.

Quando a fístula está pronta para uso?

Para iniciar o uso a fistula deve ter atingido um calibre mínimo, estar com frêmito palpável em toda extensão, permitindo dois pontos de punção e ser fácil de palpar.

O tempo de maturação depende do calibre inicial da veia, profundidade e qualidade da fistula que foi confeccionada.

Quais são as vantagens e desvantagens da FAV?

Vantagens

  • Sem cateteres para fora da pele.

  • Uso normal do braço fora das sessões de hemodiálise, inclusive trabalho e esportes

  • Não há necessidade de curativos (exceto logo após a hemodiálise)

  • Baixo risco de infecção e trombose.

Desvantagens

  • Necessidade dos seguintes cuidados:

    • punção a cada sessão

    • fazer curativo nos locais da punção após cada sessão

    • não bater o braço

    • aguardar o tempo para a maturação

FAV Hemodiálise

O que é a maturação da FAV?

Maturação é o tempo para FAV se arterializar. Usar uma fístula muito cedo leva à sua perda, pois as veias ainda não estão preparadas para serem puncionadas e podem fechar.

O tempo de maturação da FAV é variável, mas em média espera-se entre 30-45 dias após a cirurgia de confecção. 

É recomendado a realização de alguns exercícios para ajudarem a dilatar e fortalecerem as vejas. 

Procedimentos Relacionados à FAV

  • Desativação da Fístula Arteriovenosa

  • Fístula Arteriovenosa /Cdl

  • Fístula Arteriovenosa C/ Enxerto-Ptfe

  • Fístula Arteriovenosa Simples

  • Implante Ash Split Cath

  • Implante Cdl

  • Implante de Permcath

  • Retirada de Cdl

  • Retirada de Permacath

  • Superficialização de Fístula Arteriovenosa

  • Trombectomia Ptfe

Conclusão

Se você iniciou ou vai iniciar hemodiálise em breve, o recomendado é a confecção de uma fístula.

O melhor tipo de fístula é determinado pelo cirurgião através de exame detalhado com a utilização de ecodoppler.

Antes da cirurgia deve-se poupar a veia que será usada na fistula, não tirando sangue ou recendo medicação nessa veia.

Após a cirurgia evitar pegar peso, apertar o curativo ou deitar sobre o braço operado.

Aguardar o momento ideal para iniciar o uso da fistula e seguir acompanhando a mesma para evitar a trombose..

Consulta Médico Cirurgião Vasuclar